Castro Alves

Antônio Frederico de Castro Alves nasceu no dia 14 de março de 1847 e foi patrono da cadeia nº 7 da Academia Brasileira de Letras.

Fez o curso primário no Ginásio Baiano e mudou-se para o Recife em 1862, onde concluiu os preparatórios e ingressou na Faculdade de Direito.

Em 1866 perdeu o pai, Antônio José Alves, e se apaixonou perdidamente por Eugênia Câmara, que participou bastante na sua vida literária.

Depois da morte de seu pai, foi para o sul do país e matriculou-se no 3º ano da Faculdade de Direito de São Paulo, na turma de Rui Barbosa.

Acabou seu romance com Eugênia Câmara e em 1869, seu pé foi atingido por um tiro de espingarda e teve que amputá-lo.

Voltou para a Bahia para buscar melhoras para a sua tuberculose e publicou seu primeiro livro “Espumas Flutuantes”.

Produziu também outras obras: “Cachoeira de Paulo Afonso”, “O Navio Negreiro”, “A Revolução de Minas”, entre outras.

Renatha e Vitoria Eduarda
5ºC